1h19

Na incompreensão da forma,
o ser contempla o corpo inerte
e observando-o torna o seu pensamento
em torno deste.

Na forma da incompreensão
o ser achou lugar de ser compreendido.
O movimento levou tempo de ser entendido
e todos os gestos criaram uma comunhão.

Um frame de uma não-dança
porventura não-corporal,
na negação da negação,
a afirmação é mera lembrança,
alavanca de passos, cada qual,
ainda assim, um retrato autoral.

Intrinseco é o cheiro,
que entranha e acompanha
de corpo inteiro.

Faz lembrar que é tempo de fluir
na hora em que o tempo não acaba,
que a escrita é desfiladeiro que não desaba,
no momento em que tudo tende a ruir.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s