4h32

Olha em volta,

O céu. As ruas estão cinzentas

Cada gota que cai

Atinge todas as pessoas, algumas atentas

A fugir da chuva.

A chuva cai

E atinge toda a gente

Há quem fuja dela

E há quem com ela, se dê por contente

Por mais que sejam os agasalhos

Quando se anda à chuva

Sempre se molha.

A chuva lava as ruas

Limpa até os lugares mais esquecidos.

Dá esperança a todas as plantas

Que desesperavam com seus caules ressequidos

Oh chuva, molha cores

Torna os dias cinzentos, dias de todos os tons

Faz salientar da manhã os odores.

Faz ouvir em melodia, todos os sons…

Olha à tua volta!

As ruas não estão cinzentas.

Em cada gota que cai

Renasce esperança!

Depois de uma tempestade

Vem sempre bonança!

E a chuva tal como o sol

Quando nasce é para todos

E, se a chuva cai

E atinge toda a gente…

A verdade é que há quem fuja,

e há quem com ela se sinta gente!

maraabreu


Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s